Natural de Brasília, Brasil, Elisa sempre amou estéticas interessantes e o impacto delas nas pessoas. Durante sua infância e adolescência, ela passava horas e horas fotografando, assistindo filmes, escrevendo e desenhando croquis, sonhando em se tornar uma estilista. Desenvolvendo seu olhar e sua compreensão do mundo em uma cidade que foi planejada no final dos anos 50, também foi impactada pelas linhas modernas, as formas e as cores ao seu redor.

 

Em 2013, tudo mudou. Ela pisou em um set de filmagem pela primeira vez e rapidamente percebeu que seu amor pelo cinema poderia ser também ser uma profissão e modo de vida. Desde então, Elisa tem trabalhado como diretora de fotografia em trabalhos de ficção e documentários, além de videoclipes e institucionais. Filmes que ela fotografou tem passado em festivais pelo Brasil e pelo mundo. Sua estreia em longas metragens vem com o documentário Cracolândia, filmado em São Paulo, Oslo, Zurique, Vancouver e Nova York.

 

Sua paixão é focada em filmes que promovem diversidade e trazem visibilidade para questões sociais, ao mesmo tempo em que usam as imagens para contar a história e engajar o público com belos quadros; ainda assim, está aberta para brincar com diferentes gêneros e estilos.

 

Em 2019, ela se mudou de Brasília para a Califórnia, para estudar Cinematografia no renomado American Film Institute em Los Angeles. Elisa é integrante do DAFB - Coletivo de Mulheres e Pessoas Transgênero do Departamento de Fotografia do Brasil. 

siga @elisasouzac para ver mais